Blog

04 de Junho de 2021

7 erros comuns nos roteiros de viagem de trabalho

Vai viajar pela empresa? Então confira agora as sete dicas mais importantes para evitar erros comuns nos roteiros de viagem de trabalho.

 

Fazer uma viagem a trabalho, seja para onde for, é uma ótima chance de crescimento profissional e pessoal. Porém, é fácil cometer alguns erros comuns, especialmente se essa é a sua primeira oportunidade. As viagens para fora do país merecem ainda mais atenção.

Lembre-se: nas viagens internacionais, a empresa está investindo dinheiro para que você a represente no exterior. Sobretudo em tempos de crise econômica, isso é prova de reconhecimento. Saiba quais são os erros comuns.

 

1.  Misturar trabalho e lazer nos roteiros de viagem

Se você vai para um lugar onde nunca esteve antes, é natural que você queira dar uma escapadinha para conhecer a cidade. Isso acontece, principalmente, se essa é a sua primeira viagem internacional. É claro que você pode aproveitar o tempo livre. Logo, isso precisa estar nos roteiros de viagem.

Se você vai ficar tempo suficiente por lá, pode aproveitar para passear aos finais de semana. Se não, é possível curtir um pouco da vida noturna da cidade, depois do expediente.

Porém, lembre-se que você está lá representando a empresa, então, deve estar sempre disponível. Mesmo que tenha conseguido um tempo livre para dar uma escapadinha, mantenha o celular ligado e o notebook por perto.

Nada de reclamar de e-mail ou telefonema do chefe fora do horário comercial. Além disso, comunique se você for ficar algum tempo sem poder responder.

 

 

 

2.Não combinar detalhes com o chefe.

p dir="ltr" style="line-height: 1.2; background-color: #ffffff; margin-top: 0pt; margin-bottom: 0pt; padding: 0pt 0pt 14pt 0pt;"> 

<

Nunca é demais lembrar da máxima: “o combinado não sai caro”. Combinar com seu chefe os prazos dos relatórios ou dar algum outro tipo de feedback, bem como deixar claro como será o seu dia a dia, é fundamental.

Além disso, assim você fica mais tranquilo para aproveitar o tempo que tiver livre.

3.Fazer networking demais.

Conhecer colegas, clientes ou parceiros em outros países é uma oportunidade única de networking. É claro que você deve aproveitar essa chance. É claro que você deve aproveitar essa chance.

Porém, um erro comum é ir tão a fundo nesse networking a ponto de procurar outras oportunidades de emprego. Lembre-se de que você está lá a serviço de uma empresa. Portanto, tentar conseguir outro trabalho nesse momento pode ser visto como uma atitude desleal.

4.  Cometer excessos nos eventos sociais

Um erro comum é o colaborador achar que, como está fora do seu ambiente de trabalho, ele pode agir como se não estivesse vestindo a camisa da empresa. Você pode – e deve – ir ao happy hour com os colegas de trabalho do escritório local ou do cliente, dependendo do motivo da viagem.

Afinal, esses eventos são quase obrigatórios nos roteiros de viagem de trabalho.

Mas não perca de vista o fato de que você está lá pela empresa e deve sempre zelar por uma boa imagem profissional.  

5. Não conhecer a cultura local.

É sempre indicado estudar os hábitos e a cultura do local para onde você vai. Isso mostra respeito e causa uma boa impressão. Saber a maneira correta de cumprimentar as pessoas e quais são as comidas típicas são algumas informações importantes.

Conhecer a cultura local também ajuda você a se integrar mais facilmente com os colegas e parceiros. Vale também conversar com colegas no Brasil que já tenham ido para esse mesmo destino.

6.Vestir-se de maneira inadequada.

A pesquisa sobre a cultura local passa também pelo vestuário. Saber a maneira socialmente aceita de se vestir em situações formais e informais é importante para você não fazer feio nas reuniões e eventos.

Também é importante pensar no número de peças de roupa necessárias de acordo com o tempo que você ficará em viagem.

Lembre-se também de olhar a previsão do tempo antes de fazer a mala. Pode ser que você precise comprar alguma peça essencial.

7. Subestimar o jat lag

Dependendo da diferença de fuso horário, você pode sim se sentir desorientado quando chegar ao seu destino. Além disso, de acordo com o país para onde você vai e a estação do ano, o sol pode brilhar às 10h da noite.

Por isso é importante pesquisar sobre essas peculiaridades e tentar se antecipar para que você não sofra demais com a adaptação.

Se o fuso horário for muito diferente, converse com seu chefe e veja se é possível programar a chegada para pelo menos um dia antes, para que o seu corpo tenha tempo de se adaptar.

 

Os melhores
cursos pra você

CANAL TV CEBRAC
DICAS E NOVIDADES

Prêmios

CEBRAC É A REDE DE ENSINO MAIS PREMIADA DO BRASIL

Cebrac Cursos Profissionalizantes
43 3026-8989
cebrac@cebrac.com.br